Category Archives: Em 2010

Desculpa as gralhas

Umha das consequências de vivermos o mesmo sistema educativo com as mesmas programaçons (palavra, reconhecemos, pouco simpática) é que recebemos os mesmos guions. Guions de história, de economia, de política, de valores… e de língua, of course. Talvez tivéssemos a … Continue reading

Posted in Em 2010, Língua Nacional | Comments Off on Desculpa as gralhas

Chama-lhe X

As línguas tenhem o irritante hábito de as suas denominaçons ligarem para umha comunidade nacional : russo < Rússia, catalám < Catalunha ou polaco < Polónia. As exceçons som poucas e muitas entram na categoria das línguas artificiais com aspiraçons … Continue reading

Posted in Em 2010, Língua Nacional | Comments Off on Chama-lhe X

Esconder a barriga

Umha das imagens que me ficou gravada dos desenhos animados que via na infância é umha cena da abelha Maia. Vili, seu amigom molengom, fizera umha travessura e, prestes a ser apanhado pola professora Kasandra, escondera-se. Ocultou-se atrás de umha … Continue reading

Posted in Em 2010, Língua Nacional | Comments Off on Esconder a barriga

INPUT, OUTPUT e naufrágios

No prazo de umha semana presenciei duas vezes umha cena ilustrativa. umha galega recriminava a um brasileiro que usasse um castelhanismo, num caso era a palavra Teléfono e no outro Venres. Em mim, havia umha parte que aplaudia esse toque … Continue reading

Posted in Em 2010, Língua Nacional | Comments Off on INPUT, OUTPUT e naufrágios

Alfândega

Sala de aulas de um centro galego de Formaçom Profissional. Estou a fazer umha exposiçom sobre a Lusofonia convidado por umha equipa de normalizaçom linguística que acha que o português soma. Ouvimos Kalemba, de Buraka Som Sistema, um dos grupos … Continue reading

Posted in Em 2010, Língua Nacional | Comments Off on Alfândega

Normativa proletário do meu povo

Recentemente, nas II Xeiras da Língua, organizadas polos Comités em Vigo, apresentei a estratégia luso-brasileira para a língua. Comecei indicando do que nom ia falar: Religiom. Vinha falar de factos, estratégias e tácticas. O que nom foi impedimento para na … Continue reading

Posted in Em 2010, Língua Nacional | Comments Off on Normativa proletário do meu povo

Sobor da estrategia

No email que enviei à equipa correctora do Novas, pedim-lhes para deixar o título tal como está. Hoje vou quebrar umha regra nascida de várias anos a escrever artigos sobre língua: focar a atençom na correcçom do código. Esta regra … Continue reading

Posted in Em 2010, Língua Nacional | Comments Off on Sobor da estrategia

Agora chama-se 33%

1716. Instruçons do fiscal José R. Villalando aos corrigidores catalans. Se podría prevenir el cuidado de introducir la lengua castellana em aquel país. (…) Pero como a cada nación parece que señaló la naturaleza su idioma particular, tiene em esto … Continue reading

Posted in Em 2010, Língua Nacional | Comments Off on Agora chama-se 33%