Category Archives: Em 2008

Bolsa de valores

No sec. XVIII todas as monarquias europeias falavam francês. Hoje, com a exceção de Zapatero e Berlusconi, todas as chefias de estado europeias falam inglês e só algumas se expressam em francês. Por outras palavras, o valor do francês e … Continue reading

Posted in Em 2008, Língua Nacional | Comments Off on Bolsa de valores

Como os catalães e os bascos

Catalunha e o País Basco, tal como a Europa, som além de uma realidade histórica, um espaço mítico. Assim, quando alguém fala “da Europa” não se está a referir a Grécia ou a Polónia. Da mesma forma quando se afirma … Continue reading

Posted in Em 2008, Língua Nacional | Comments Off on Como os catalães e os bascos

Língua visível do meu povo

Cena 1 Entramos no restaurante, pegamos na carta, lemos a ementa do dia e pedimos qualquer cousa que não aparece lá. O empregado olha-nos estranhado, apenas há 4 pratos para escolher, só um deles é peixe, portanto e sem demorar … Continue reading

Posted in Em 2008, Língua Nacional | Comments Off on Língua visível do meu povo

O mapa do tempo

Nacionalismo Banal é um termo criado por Michael Biling e que fai referência a todas aquelas acções que, sob o pano da normalidade, venhem a dizer-nos a que nação pertencemos. É a selecção nacional, o concurso de eurovisión, a bandeira … Continue reading

Posted in Em 2008, Língua Nacional | Comments Off on O mapa do tempo

Bla, Bla, Bla…

A forma Galiza provém de Gallaecia. BLA BLA A terminação “cia” na nossa língua derivou em “za” como se pode ver em palavras como BLA BLA BLA… Nos textos medievais até os séculos XIII-XIV a forma predominante era Galiza, enquanto … Continue reading

Posted in Em 2008, Língua Nacional | Comments Off on Bla, Bla, Bla…

Nacional de onde?

Imaginai a seguinte competição. Pegamos na grelha de filmes da TVG desde o seu começo até hoje. Concorrem filmes de Cantinflas em V.O. contra películas do Brasil ou Portugal. Qual o resultado? 40-5? Talvez. Outro desafio. Seção de obituários de … Continue reading

Posted in Em 2008, Língua Nacional | Comments Off on Nacional de onde?

O Espinete e o Tom Zé

Quem é o Tom Zé? Um louco baiano de 71 anos que num concerto na capital puxo toda a malta a rir e a vibrar. Por que o menciono nesta secção? Se pegamos nas crónicas que os média deram do … Continue reading

Posted in Em 2008, Língua Nacional | Comments Off on O Espinete e o Tom Zé

2084

1707- Decreto de Nova Planta no Reino de Aragão que PROÍBE o uso do catalão na escola, nos tribunais civis e eclesiásticos, nos livros de contabilidade empresarial e no teatro. 1857- A Lei Moyano torna o ensino primário em universal … Continue reading

Posted in Em 2008, Língua Nacional | Comments Off on 2084

Língua da Galiza à espanhola

Ingredientes: Língua da Galiza Molho castelhano Preparação: Antes de começar é preciso retirar da língua alguns dos elementos mais marcantes, a fim de facilitar a digestão. Numa panela à pressão coloque a língua em água quente para aferventar. Em seguida, … Continue reading

Posted in Em 2008, Língua Nacional | Comments Off on Língua da Galiza à espanhola

Decalques

Falamos em decalque linguístico quando para denominar uma realidade numa língua B copia-se o significado ou a estrutura de uma língua A. Na Galiza somos peritos na matéria: por suposto (< por supuesto), cumpreanos (< cumpleaños), rueiro (< callejero)… Para … Continue reading

Posted in Em 2008, Língua Nacional | Comments Off on Decalques