Academia Galega da Língua Portuguesa

academia-galega-da-lingua-portuguesa

A minha cicerona foi Irene Veiguela. Num primeiro momento não aceitei, essencialmente porque não tenho lá muita atitude de académico. Afinal acedim para reforçar, na medida das minhas possibilidades, um empreendimento que acho está a ser frutífero para a estratégia galego-portuguesa.

A AGLP pode ser um ferramenta muito útil para inserir internacionalmente a nossa língua no seio da lusofonia, para além de proclamas bem intencionadas e arengas que apaga o vento. As várias reuniões que a AGLP está a desenvolver com os seus parceiros internacionais estão a conseguir que a Galiza seja algo mais do que um fragmento impessoal do Reino de Espanha.

Uma das ações mais bombásticas vai ser, de certeza, o “Léxico da Galiza para ser integrado no Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa”. O documento da Comissão de Lexicologia, que inclui um número próximo dos 700 vocábulos, vai servir para inserir a nossa variedade nos dicionários portugueses e brasileiros.

Como docente, será maravilhoso poder responder, quando interpelado nas aulas, que faiado, a modo e virolho são, na verdade… português.

This entry was posted in Associações. Bookmark the permalink.